Dez perguntas que todos deveriam saber as respostas.

Data / date: 14/03/16 Sem comentarios / No Comments


1. Por que o planeta está esquentando?

Segundo a maioria dos cientistas, a Terra está esquentando por causa do aquecimento global. Este aquecimento é causado por gases que aquecem a atmosfera da Terra e os oceanos. Os gases são provocados pelas atividades humanas como a exploração de combustíveis fósseis (petróleo e carvão), mineração, criação de gado etc. Toda atividade humana econômica tem impacto no ambiente.

O mês de outubro de 2015 foi o mais quente desde 1880, quando se começou a fazer a medição.  A maior parte de terras geladas está começando a derreter e o nível dos oceanos está subindo em ritmo acelerado.

O limite para o aquecimento global determinado pela ONU é de 2.0 C. A Terra já aqueceu 1.7C desde 1880.

2. Existe risco para nós?

Sim. Um das consequências do aquecimento global é a mudança do clima, com riscos para todos no planeta. O aumento da temperatura traz alterações drásticas do clima em muitas partes do mundo.  As tempestades ficam mais intensas e os períodos entre as chuvas ficam mais quentes e secos, o que provoca secas severas. Nas zonas tropicais, as enchentes têm causados muitos prejuízos e várias vítimas. O risco é grande para as próximas décadas e maior ainda para gerações futuras.

O número dos furacões e tufões pode diminuir, mas sua força aumenta porque o oceano está mais quente. Inundações nas áreas costeiras se tornam mais frequentes e causam maiores danos. Populações sofrem com o transtorno e acontecem migrações.

No longo prazo, os maiores riscos seriam:

  • desestabilização dos governos que não têm condições financeiras de enfrentar os danos
  • ondas de refugiados
  • extinção de animais e plantas
  • falta de alimentos em muitas áreas, devido às secas e inundações.

3 -O que podemos fazer?

Resumindo:  menos avião e  carro, menos lixo.

A primeira medida é economizar energia. Dependemos da energia para tudo. Medidas simples fazem a diferença:

  • transporte: faça menos viagens aéreas. Uma viagem a menos poupa mais emissões do que todas as outras medidas combinadas.
  • prefira o transporte público, carros elétricos, combustível alternativo.
  • geração de energia: use energia solar  para iluminar a casa ou carregar o celular.
  • iluminação: apague as luzes, use lâmpadas LED.
  • alimentos: consuma produtos locais, coma menos carne e desperdice menos comida.
  • consumo: compre só o que necessita. Todo produto usa energia para ser fabricado.
  • conheça lugares que valorizam e protegem a natureza.
  • Faça o seu papel de cidadão e defenda seus direitos.

4- O aumento do nível do mar é real?

Sim. “Uma nova e importante pesquisa mostra que o nível do mar está subindo num ritmo sem precedentes e terá tremendo custos se nós não diminuirmos”(the Guardian).

Este aumento não se dá de forma igual porque os oceanos possuem um relevo diferenciado e fortes ventos e outros fatores fazem com que o volume de água seja elevado em algumas partes e baixo em outras.

Como consequência, teremos áreas que serão inundadas mais rapidamente do que outras, forçando à migração destas populações.

5. Teconologia é a solução?

Não. O desenvolvimento tecnológico para solucionar os problemas ambientais tem avançado muito, mas não é  suficiente para resolver a situação. O desmatamento é um dos maiores problemas do aquecimento global e para resolvê-lo, temos que parar de desmatar e preservar as reservas florestais. Árvores artificiais não funcionam.

É necessário aumenta o investimento em pesquisa de energia e agricultura. Bill Gates argumetou que cruzar os dedos e esperar por milagres tecnológicos não é uma estratégia.  Temos que investir dinheiro onde estas coisas possam acontecer.

6. Comer menos carne é bom para o clima?

Sim, principalmente carne de vaca.

A produção de carne no Brasil e em muitos lugares no mundo desmata para ocupar a área com o gado. Florestas são destruídas, as árvores são queimadas e soltam o gás carbônico na atmosfera. Este é um gás de efeito estufa!

Além disso,  gado solta gases do tipo metano, um gás potente que aquece a atmosfera em pouco tempo. O consumo de carne tem aumentado no mundo, à medida que a população cresce e as pessoas ficam com mais poder de consumo para comprar carne. Este aumento tem que ser revertido, com o  consumo individual mais equilibrado. Se maior número de pessoas consome carne, o consumo tem que ser em menor quantidade para todos.

7. Devemos acreditar nos cientistas?

Sim. Várias pesquisas confirmam por evidência científica que o aumento de dióxido de carbono na atmosfera se iniciou no século 19, quando o ser humano começou a utilizar carvão para produção industrial.

97% dos cientistas estão de acordo que as alterações do clima são causadas pelas atividades humanas. Este consenso é conhecido como Consenso do Clima.

O Painel Intergovernamental do Clima, Intergovernamental Panel on Climate Change  IPCC divulgou relatórios baseados em evidências sólidas. Estas evidências culminaram na realização da COP 21, Conferência das Partes para Convenção Quadro das Mudanças Climáticas. Líderes mundiais de 190 países produziram um acordo com objetivo de estabilizar e evitar os piores impactos das mudanças climáticas.

8.Por que as pessoas não acreditam nas mudanças climáticas?

Talvez porque não queiram mudar o seu estilo de vida. Querem continuar a fazer o que faziam antes. Para combater as mudanças climáticas, é necessário mudar os hábitos e a maneira de se fazer negócios.

No Brasil, segunda pesquisa divulgada na mídia, a maioria das pessoas acredita nas mudanças climáticas. Aqui temos tido enchentes mais frequentes do que antes, com maiores desastres. Os eventos são amplamente divulgados pela mídia. Isto não quer dizer que estas pessoas estejam dispostas a participar do processo de combate às mudanças climaticas. Elas transferem esta responsabilidade para os governos.

Os ataques que contestam as mudanças climáticas não têm bases científicas e vem de políticos conservadores, de agentes financiados por corporações de petróleo que  pagam para criar organizações, fundar conferências etc.

A versão mais extrema da negação das alterações climáticas é dizer que os cientistas estão envolvidos numa conspiração para ganhar controle sobre a vida das pessoas. Atualmente, esta atitude não faz mais sentido pois já houve um acordo de 190 países para enfrentar o problema das mudanças climáticas na COP 21 em Paris.

9. De quem é a culpa do aquecimento global?

As atividades humanas são as responsáveis por colocar na atmosfera os gases de efeito estufa que provocam o aquecimento global. Os principais gases de efeito estufa são o dióxido de carbono e o metano.

O  fator que mais contribui para o aquecimento global é a queima de combustíveis fósseis para gerar eletricidade e transporte. Os gases emitidos permanecem na atmosfera por vários séculos e influenciam o clima futuro.

Outra atividade responsável pelo aquecimento global é  o desmatamento. As árvores contém estoques de carbono no seu tronco e quando as florestas são desmatadas, a vegetação é queimada, enviando o carboo para a atmosfera na forma de dióxido de carbono.

10. Podemos ter esperança?

Sim, se fizermos a mudança.

Desde a década de 80, cientistas têm recomendado políticas eficientes para combater as emissões de carbono. Estes avisos foram ignorados e o aquecimento global se tornou uma realidade hostil, causando mortes e desastres.

Em 1987, a publicação Nosso Futuro Comum chamou atenção para a necessidade de um desenvolvimento sustentável:

“Desenvolvimento Sustentável é o  que satisfaz as necessidades presentes, sem comprometer a capacidade das gerações futuras de suprir suas próprias necessidades”.

É neste sentido que temos que caminhar. A ONU conseguiu um acordo global em que os países se comprometem a diminuir as emissões , o Papa Francisco já enviou sua mensagem através da encíclica Laudate Si. Agora depende do cidadão comum cobrar dos seus governos as mudanças e fazer a sua parte.

Se todas as pessoas do planeta cuidassem do seu lixo de forma adequada, o mundo estaria muito melhor!

PlanetAtivo